Featured

VESTIDOS DE FESTA BARATOS NA INTERNET

by 01:26:00
Antes de conferir Vestidos de Festa Baratos na Internet, se inscreve na nossa newsletter para receber nosso conteúdo no seu e-mail. 
Segue também nas redes sociais:


Você tem curiosidade em saber se é confiável ou não fazer compras pela internet? Pois bem, hoje em dia existe diversos tipos de venda pela internet, tudo o que você imaginar. E o mercado dos vestidos de festa também entrou no meio.

Mas, você deve está se perguntando "como vou poder escolher um vestido de festa pela internet?". Saiba que tem como, hoje em dia sites de moda festa conseguem dar precisão e detalhes sobre tamanhos, cores e formatos. 

Navegando pela internet procurando inspirações para a postagem anterior sobre Vestidos Básicos para Formatura, encontrei o site da BM Bridal e o mais fantástico foi as promoções! Vocês não encontram essas promoções em lugar nenhum... São incríveis! 

E por isso, resolvi trazer aqui pra vocês 3 inspirações que mais me agradaram no site e que estão em promoção imperdível.  Cheap Bridesmaid Dress!!!

Vestidos bonitos e baratos a seguir: 

1. Longo de Chiffon - US$69,00 


Vestido longo de chiffon, fluido, decote alto e marcando a cintura. Ótimo para casamentos diurnos, demoiselles e formaturas.

2. Plissado com decote em V - US$69,00


Marcadinho na cintura, fluido, plissado, decote comportado, rosa gold. Também cai muito bem em casamentos diurnos e noturnos, demoiselles e formaturas. 

3. Plissado com decote alto - US$69,00


Elegantíssimo esse. Um dos meus favoritos. Gola rolê, decote alto, plissado, fluido. Simplesmente maravilhoso. Dá pra usar em todo tipo de festa que exige esse estilo longo. 


E aí, o que acharam? Comprariam esses vestidos baratinhos na BM Bridal? É uma ótima opção se você também gosta da praticipadade e é uma ótima apoiadora do preço baixo.

Esse artigo foi útil pra você? Que tal nos escrever um comentário, nos seguir nas redes sociais e compartilhar essa publicação no seu Pinterest?


INSPIRAÇÃO DE VESTIDO BÁSICO PARA FORMATURA

by 12:36:00
Antes de conferir Inspiração de Vestido Básico para Formatura, se inscreve na nossa newsletter para receber nosso conteúdo no seu e-mail. 
Segue também nas redes sociais:


Se você é dessas pessoas que é super discreta, curte o minimalismo e tem uma festa de formatura para ir... Esse post é pra você! Aqui vou te dar algumas inspirações super bacanas de bridesmaid dresses online para você se inspirar.  

Formar-se ou apenas ir à uma formatura sempre nos exige produção, foram 5 anos de dedicação, todos querem está impecável. E quem não gosta de está se sentindo bem e atrair olhares de admiração, não é mesmo?!

Por isso, resolvi fazer um Top 5 com os meus prediletos da loja online BM Bridal, que tem um estoque infinito de vestidos maravilhosos, em diversos tipos de estilos, formatos, tamanhos e cores. E ainda a certeza de que são confiáveis. 

1. Sereia com decote em V


Esse vestido cairia super bem para uma formanda que curte o básico sem perder a pose e o luxo. Esse vestido é lindo e repleto de elegância com essa calda sereia e esse decote em V que dá uma sensualidade linda a quem o vestir. 

2. Sereia com renda


Esse é mais para as tradicionais. Ele serve tanto para a formanda como também para quem é convidada. É um vestido de renda no colo e uma fluidez na calda de sereia. Eu amo decote alto assim e essa renda está simplesmente deixando o vestido com um tom de tradicional moderno muito bacana.

3. Plissado com tiras espaguetes


Ai, eu amo um plissado, são realmente impecáveis. Esse decote e as alcinhas são o que deixam o vestido com o ar minimalista. Ele é básico sem perder a elegância. Serve para usar além da formatura, cairia super bem em casamentos também. 

4. Sereia todo de renda


A cor é maravilhosa, favorece a silhueta, decote alto para contrapor a marcação na cintura e não exagerar na sensualidade. Todo de renda, é simplesmente uma obra de arte. Lindo e repleto de estilo. Conseguiu misturar o tradicional com o sensual. Combinação perfeita. 

5. Halter Ruffle prata


Ai como eu acho lindo esses babadinhos, esses traços no colo e a cintura alta com fluidez. É um vestido maravilhoso tanto para formandas, convidadas, cai bem em casamentos noturnos e diurnos. É o verdadeiro vestido coringa.

E aí, o que vocês acham? Gostaram das inspirações? Compartilha no Pinterest! 

RELATO DE PARTO | PRISCILA E LEON

by 03:24:00
Antes de ler o meu Relato de Parto se inscreva na nossa newsletter para receber no seu e-mail nossas atualizações. Siga-me também nas redes sociais!

Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
Eu em trabalho de parto com minha doula Christina. Foto de Marília Tavora. 

O poder da visualização e autoconfiança 


Assim que engravidei uma das coisas que eu só conseguia pensar era como eu gostaria que fosse o meu parto. Eu já tinha em mente que hospital não era pra mim, na minha cabeça hospital é para remediar a cura de doentes, e o nascimento pra mim não é doença. Porém, sem julgamentos para quem se identifica com o ambiente hospitalar e compreendo a importância em certos casos. 

Então, o que mais se identificava com a minha ideologia era um parto natural tradicional e ancestral. E eu visualizei isso. Acreditei. Em mim, no meu corpo e no meu filho. E então, o Universo foi enviando mil oportunidades incríveis para que isso acontecesse. 

E assim foi, León nasceu cheio de saúde, no dia 22 de julho, às 05h13, de um parto natural tradicional com poucas horas de trabalho de parto, em um lugar surreal rodeado de prana e decorado com a exuberância da natureza, uma equipe divina e conectada, sem nenhuma intervenção, nenhum uso de ocitocina, ou corte, ou lavagem, ou analgesia. Tudo muito lindo e perfeito. 

O trabalho de parto e parto são momentos muito intensos e assim que ele saiu e veio direto para meus braços com esse cheirinho de bebê saudável compensa qualquer dor anterior. É uma explosão hormonal inexplicável que fica pra sempre na memória. 

Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
Em trabalho de parto junto a parteira Dani Siqueira. Foto de: @libelulabela

Leon, meu filho!

A honra de ter sido escolhida entre tantas outras mulheres-portais nesse planeta. Leon, um ser de altíssima vibração, me escolheu para ser seu portal nesse mundo 3D. Para que eu o ame e o eduque. E para a sua chegada eu abri todo o meu canal com o plano superior. Eu honro o meu corpo e o ventre que acolheu o meu filho durante 9 luas. Estando grávida foi onde eu pude ter um dos meus maiores insights sobre como todos nós somos UM. Foi uma conexão extremamente surreal entre Eu, Leon, Natureza e os Céus. Eu o amo além dessa vida. Gratidão por todo esse ensinamento que ele vem me dando, por toda sua sabedoria de mestre. Seja bem-vindo a terceira dimensão, Leonzinho!!! 

Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
Leon. Foto de: @mariliatavoraa

A importância de uma equipe de parto

León é meu primeiro filho, mas eu já sabia que não precisaria de grandes e caros enxovais para ele. Investi em outras coisas que na minha opinião seriam mais proveitosas. 

Abri mão de brinquedos, decoração, muitas roupinhas, fraldas descartáveis etc. Durante a gravidez eu priorizei a mim. Pra quem está lendo pode soar bastante egoísta, mas é essencial. 

O meu bem estar psicológico, emocional, físico e espiritual foi essencial para que León chegasse a esse mundo super saudável e com uma mãe em condições 100% de cria-lo, ama-lo, honra-lo e educa-lo. 

A união e o apoio que tive das pessoas que escolhi para estarem comigo nesse momento foi extraordinário. Dani foi minha parteira que me acompanhou durante a gestação; Amma foi a segunda parteira; Chris foi minha doula querida e minha mãe que foi meu suporte ancestral. Todas com papéis importantíssimos no nascimento do meu filho. 

Entramos em completa sintonia, cantamos, tocamos tambores, nos honramos, nos abraçamos, nos beijamos, acendemos uma fogueira, admiramos a Lua Cheia e então eu saí das contrações irregulares dos pródromos e entrei em trabalho de parto real. Foram 5 horas de acolhimento, boas vibras e muita dor até León nascer. 5 horas intensas sob o efeito alucinador dos meus próprios hormônios naturais.

Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
Da esquerda para direita: Ammandine, Danieli e Christina. Foto de: @mariliatavoraa

Minha placenta sagrada

Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
Minha placenta. Foto de: @mariliatavoraa

A medicina retirada da placenta é uma milenar sabedoria ancestral praticada por diversos povos antigos.

Na tradição indígena diz que "quando nasce um bebê, a comunidade recebe duas bênçãos: a de uma nova vida e a de uma medicina muito poderosa, que é a placenta". 

Minha placenta cuidou com tanto amor da minha sementinha, fortalecendo-a para esse nascimento tão lindo. E assim como todo mamífero faz, quando ela saiu, eu comi minha placenta. Dani ficou com uma parte para desidratar e transformar em cápsulas de placenta para eu tomar sempre que precisar; já a outra parte eu irei enterrar e plantar uma árvore por cima (um pequeno ritual pessoal). 
Talvez seja um grande tabu ou novidade para quem estiver lendo o ato de comer a placenta, mas eu honro demais esse órgão que se formou apenas para nutrir o meu filho durante seu desenvolvimento na vida uterina. Um órgão riquíssimo em nutrientes e poderosíssimo como medicina. 

Posso te dizer, junto com as pessoas que já me encontraram, o quanto eu estou revitalizada no pós-parto imediato. 

Minha placenta é sagrada! 

A separação de Leon e a nossa placenta

Eu tinha em mente que não gostaria de nenhum tipo de corte no meu parto e isso incluía o corte do cordão umbilical. 

Por isso, resolvi fazer um ritual de separação de corpos de Leon e da Placenta com a queima de velas. 

A vela representa o elemento fogo. O fogo que aquece, que queima, que dá estímulo. O fogo está ligado ao arquétipo masculino, ao yang, e era tudo que o meu bebê precisava já que seu papai não estava presente. 

E assim foi, Leon foi separado da nossa placenta através da queima do cordão umbilical. Aquecendo-o e trazendo pra ele todo simbolismo da vela branca. 

O cordão também não se joga fora, há uma infinidade de coisas que dá pra se fazer com ele. No meu caso, irei fazer um filtro dos sonhos com o de Leon. 

Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
A queima do cordão umbilical. Foto de: @mariliatavoraa

Como foi o dia? 

O tampão mucoso saiu no dia 21 de julho como rajadas de sangue no momento que fui fazer xixi. Nesse momento senti que Leon estava próximo. As contrações começaram fortes, mas ainda era os pródromos pela irregularidade. Porém, eu estava calma e bem preparada para receber meu filhote. 

Comecei a arrumar minhas coisas para ir para o sítio onde escolhi ter Leon. Eu queria que a sua primeira respiração fosse ao ar puro, com vegetação e sons de pássaros. No meio da organização, comi e dormi. Acordei divina e então eu e minha mãe saímos de casa rumo a Aldeia.

Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
Eu com Leon na barriga no lugar onde ele nasceu. 

No caminho tive surpresas. As dores se tornaram insuportáveis e eu realmente achei que seria naquela hora. Mas, não foi. Foi apenas um susto, mas já havia comunicado a equipe que também já estava a caminho. 

Chegamos e eu fui direto ao banheiro fazer xixi, que foi quando aliviou as dores. Minutos depois, minha doula Chris chegou e ficamos contando o ritmo das contrações, mas nesse meio tempo comemos uma papa e uns brezels, comida tradicional da Alemanha - seu país; caminhamos pela vegetação, conversamos e pensamos no melhor lugar para o parto acontecer. Escolhi ter abaixo da casa da árvore.

Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
Casa da árvore

Foi aí que logo após as parteiras Dani (brasileira) e Amma (francesa) chegaram. Elas me prepararam chás e colocaram óleo essencial de alecrim em uma fralda de pano e amarraram no meu pescoço para eu ficar cheirando. Depois fomos fazer uma fogueira para chamar a energia masculina. A lua estava cheia e nós nos sentamos ao redor da fogueira para cantar. Cantamos, tocamos tambores e violão. 

Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
Foto de: @libelulabela
Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
Foto de: @libelulabela
 












As contrações já estavam aceleradas e então tive um momento de introspecção e me retirei para descansar um pouco deitada. Caminhando de volta pra casinha tive uma contração que me deu vontade de chorar. E então, eu chorei. Liberei qualquer angustia que um dia já poderia ter sentido. Entrei e deitei.

Quando deitei várias coisas se passaram na minha mente. Dormi e sonhei com minhas ancestrais me guiando. Acordei e já estava em trabalho de parto com as contrações regulares. Passei cerca de 4 a 5 horas sentindo essas dores. E então, senti vontade de expulsar. 

Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
Trabalho de parto. Foto de: @libelulabela

Foto de: @libelulabela
Foto de: @libelulabela











Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
Acolhimento com a doula. Foto de: @mariliatavoraa

As meninas estavam organizando os materiais para o momento. Encheram a piscina e ligaram a água. Mas, Leon não quis esperar mais e então me avisou que queria chegar. A parteira me perguntou se eu estava com vontade de expulsar e eu disse que sim, foi aí que todas se viraram para mim e me acolheram alí onde eu estava. 

Tudo parecia câmera lenta, eu não conseguia falar muito, apenas sentir. As luzes das velas me acalmavam e me acalentaram junto com minha doula. Foi aí que Dani me pediu para fazer força em baixo. Eu fiz uma força e gritei. E Leon nasceu. Alí mesmo. 

@libelulabela
@libelulabela



@mariliatavoraa
@mariliatavoraa



@mariliatavoraa
@mariliatavoraa












Minha mãe chorou. As meninas colocaram um sorriso de canto a canto. E eu abaixei a cabeça, olhei pra ele e o peguei nos braços. Amamentei-o de imediato. Tão lindo! 

Depois fiquei tentando parir minha placenta, que por sua vez, foi mais difícil de sair do que Leon. Ela só foi sair depois de um bom tempo que passei acocorada tentando expulsa-la. Mas, saiu. Super viva! Amma a pegou e junto a Dani cortaram um pedaço, temperaram com molho shoyo e colocaram na minha boca e eu comi.

Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
Tentando parir a placenta. Foto de: @mariliatavoraa

Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
Dani preparando a medicina. Foto de: @mariliatavoraa

Quando o cordão umbilical parou de pulsar, depois de um tempo separamos com fogo. Enquanto isso, fomos fazer os procedimentos em Leon, saber com quantos quilos nasceu e sua altura. Colocamos uma roupinha para proteje-lo do frio e então o cansaço já estava demais e eu fui dormir junto ao meu bebê. Fim.

Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
@mariliatavoraa
Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
@mariliatavoraa












Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
Amamentando. Foto de: @mariliatavoraa

Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
Vestindo a roupinha. Foto de: @mariliatavoraa

Relato de parto, relato de parto priscila oliveira, relato de parto priscila e leon, nascimento de leon, filho da priscila oliveira, parto humanizado, parto natural, parto tradicional, parto ancestral, parto na agua, parto na natureza, parteira tradicional, parteira sincera, doula, bela gil, medicina da placenta, comer a placenta, placenta, placent, placent medicine, freebirth, natural birth, birth whater
Leon nasceu com 2,985kg. Foto de: @mariliatavoraa

Conheça o trabalho da minha equipe de parto


Doula: Christina Schug. Alemã e se dedica a antropologia, doulagem e fotografia. Este é seu instagram e este é seu perfil no facebook

Parteira 1: Danieli Siqueira. Brasileira e se dedica a parteria tradicional a mais de 14 anos. Este é seu site e este seu instagram

Parteira 2: Amandine Martín. Francesa e dedica a parteria e obstetria a mais de 10 anos. Este é seu instagram

Fotógrafa: Marília Tavora. Brasileira e se dedica á fotografia documental de familia e parto. Este é seu site e este seu instagram



Você gostou do meu relato? Se identificou ou se inspirou em algum momento? Se sim, compartilha com outras mamães! 





ALIMENTAÇÃO E GRAVIDEZ: UM BREVE RELATO

by 04:40:00
Alimentação na gravidez, alimentação saudavel na gravidez, relato de gravidez, autoconhecimento, escutar o proprio corpo, equilibrio emocional na gravidez, desejo durante a gravidez
Imagem do google images


Quando me fazem perguntas sobre qualquer coisa nessa vida eu respondo: autoconhecimento e equilíbrio. Parece objetivo, clichê e até superficial, mas é um princípio da existência e não podemos negar.

Durante a gravidez vim observando meu corpo e minhas vontades com muito amor. Fui conhecendo cada sombra e nossa! Meu corpo fala muito comigo, o tempo todo. E o mais incrível é que ele sempre vai querer o meu bem e sempre conspira ao meu favor. Eu deveria ter começado a escutar ele a muito mais tempo.

No comecinho da minha gravidez eu não estava muito forte energeticamente e fisicamente por conta dos enjoos que senti e que não me deixava comer nada. E adivinhem as únicas coisas que me dava vontade de comer? Laranja, tangerina e abacaxi. Ou seja, frutas com vitamina c. O desejo por frutas eram justamente meu corpo falando pra mim o que eu precisava para não pegar um resfriado naquele frio congelante de Cusco, no Peru.

Logo depois desse período meu corpo sentiu uma grande necessidade por feijão. Onde eu estava o feijão não era tão fácil de encontrar como aqui no Brasil. E isso me deixou extremamente fraca a ponto de desmaiar. Foi então que eu entendi que eu realmente precisava não só dos nutrientes do feijão em si, mas de um aparato da minha família. Claro que o feijão é uma fonte muito grande de ferro e outros, mas ele também simbolizou minhas origens. Compreendendo isso, resolvi abandonar minha viagem e voltar para o acalento das minhas raízes brasileiras.

Assim que cheguei, comi feijão e meus enjoos e vertigens sumiram como mágica. Porém, tive um susto muito grande com o calor que Recife tava fazendo. Foi uma discrepância muito grande de clima. E adivinhem quais foram meus desejos? Melancia e outras frutas suculentas de verão. Esse desejo foi justamente para que eu me mantivesse hidratada o suficiente para não desidratar no calor que Recife estava fazendo.

Durante o 5° até o 7° mês meus desejos alimentares foram diminuindo no sentido de serem tão específicos. Eu realmente estava ótima em todos os aspectos. Mas, assim que cheguei no 8° mês foi aí que começou os desejos por alimentos que de certa forma não me fariam bem. Massa. Para ser mais específica: Pão. Eu fiquei com muita vontade de comer pão. Mas, então eu observei e pensei: Massa não vai me fazer bem, porque meu corpo está permitindo que deseje comer?

Foi aí que lembrei de um livro que li sobre o simbolismo dos alimentos. Talvez nem todo mundo saiba, mas cada alimento tem suas energias e o desejo que temos por certos alimentos diz muito sobre nosso estado emocional. E o pão é justamente crescimento e transformação profunda, pureza e sacrifício. E era exatamente isso que eu estava a passar. Tentei equilibrar com alimentos da mente, como ler livros, assistir documentários etc. E deu certo! A fome foi saciada.

Por fim, agora no final da gravidez continuo escutando as vontades do meu corpo. Observando os sinais que ele me dá... As contrações cada dia mais fortes, minha pelve cada dia mais expandida, o colostro (primeiro leite) cada dia mais abundante, e Leon cada dia mais encaixado. Gratidão. Gratidão. Gratidão.

E você? Vem observando as vontades e sinais que o teu corpo te dá? Quais foram os seus desejos? Comenta aqui que eu vou adorar saber! 


20 COISAS QUE VOCÊ DEVERIA SABER SOBRE A SUA VAGINA

by 02:31:00
Antes de conhecer as 20 Coisas Que Você Deveria Saber Sobre Sua Vagina, se inscreva na nossa newsletter para receber no seu e-mail mais artigos como esse. Siga-nos também nas redes sociais: 

Utilidades sobre a vagina, vagina, buceta, vulva, uretra, canal vaginal, corrimento, vagina fedendo, buceta fedendo, xixi, sexo
Imagem: @phazed

Nossa vagina é um grande tabu para a sociedade em que vivemos. E como é um tabu, pouco falamos sobre ela e se falamos pouco, o que conhecemos também não é muita coisa. Pensando nisso, nós resolvemos fazer esse post de utilidade pública para deixar tudo bem claro para todas e todos. 

1. O xixi não sai pelo canal vaginal e sim pela uretra. 

2. Corrimento vaginal é normal. 

3. Não é necessário usar roupa íntima 24h por dia.

4. O esperma de um homem pode modificar o pH e o cheiro da sua vagina.

5. As vaginas são suficientemente ácidas, muito parecida com cloro. O que explica certas descolorações na calcinha. 

6. Vaginas não tem cheiro de flores, não é normal, nem seguro que tenham esse cheiro. Não usem desodorantes ou sabonetes nessa região. 

7. A vagina é a cavidade interna, o que é visto por fora se chama vulva. Ou seja, use sabonetes apenas na parte de fora, o sabonete é prejudicial ao pH da sua vagina. 

Você também pode gostar desses posts:





8. Não façam lavagem vaginal e nem usem douching ou perfume.

9. A vagina é autolimpante, use somente água. E lembrando: sabão só na parte de fora. 

10. A quantidade de sexo que se é feito não tem relação com o quão "apertada" é a vagina. A vagina tem uma elasticidade natural e que varia de mulher para mulher.

11. Infecções fúngicas são comuns. 

12. Corrimento é normal, porém, observe sempre se está fedendo e se tem as cores: amarela, verde ou castanha. Se tiver, visite a ginecologista. 

13. Sempre deixe sua vagina sossegada e livre.

14. Evite dormir de calcinha, ela precisa respirar. 

15. Não esqueça de se enxugar ao fazer xixi, no geral, o mal cheiro vem do xixi acumulado nessa região. 

16. Depois do sexo, faça xixi para limpar o trato urinário de líquidos que podem ficar presos e acabar causando infecções.

17. Prefira sempre calcinha de algodão. Outros tipos de materiais, como seda, renda ou cetim, podem acabar irritando sua vulva e modificar o seu pH. 

18. NÃO use pó de talco na vulva. 

19. O ambiente vaginal, geralmente, é bastante agressivo para os espermatozoides devido a acidez. Exceto no período de ovulação, onde o pH da vagina se torna alcalino, fazendo com que o espermatozoide consiga sobreviver de 3 a 5 dias em média. 

20. TOME BASTANTE ÁGUA. A cor do seu xixi fala muito sobre a sua saúde e a quantidade de água que você toma é o que torna seu organismo mais saudável. 

Você também pode gostar desses posts:


Gostou dessa publicação? Se foi útil para você comenta aqui sua opinião e não deixa de compartilhar!


NÃO USE OS TEXTOS AQUI CITADOS PARA FINS LUCRATIVOS. CASO CONTRÁRIO SERÁ CONSIDERADO PLÁGIO. . Tecnologia do Blogger.